Por que Ostras Azuis?

Na infância tive um sonho lúdico, sonhei que vivia numa cidade no fundo do mar e que o meu ofício era "garimpar" ostras azuis. Estas ostras possuíam, no seu interior , pérolas
de todas as cores, cheias de luz (energia ) , que serviam de alimentação a todos os habitantes da cidade.
Percebo agora o que significam essas OSTRAS, elas são na verdade todas as idéias que encantam e alimentam a alma. Portanto este espaço azulado pertence a todos aqueles que se alimentam de:

Olá!

Ao visitar o nosso espaço deixe seu comentário. A troca de conhecimentos, informações e idéias é, ao meu ver, muito gratificante.
Agradeço a todos.

Visite-nos e cadastre-se:

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Recomeço


Solange Simão

Muitas vezes nos deparamos com situações novas na vida: um novo emprego, um novo curso, mais uma amizade, um outro amor, uma mudança de casa, de cidade.
Toda fase de adaptação é difícil para muitos de nós.
Por melhor que seja o novo quadro à nossa frente, a situação que é deixada para trás pode causar momentos de saudade, de querer voltar. Abandonar os hábitos da situação anterior e desistir do comodismo em que nos encontrávamos causa desconforto, pois para nos darmos bem na nova fase é preciso empenho, trabalho e por que não dizer, uma certa dose de sacrifício e grande força de vontade. Temos que manipular a nossa mente para ver o lado positivo no que é novo, para descobrir as vantagens e benefícios que usufruiremos na nova empreitada.
Deixar de fumar é exatamente assim. Você acorda um certo dia decidido a não fumar mais. E pensa naquele momento: “é só não comprar mais; é só não colocar um cigarro na boca.” Como se tudo se resumisse a um simples gesto não praticado.
E, na verdade, é isto. Mas desconhecemos, no momento em que decidimos parar, os sintomas advindos do que considerávamos tão simples (“é só não comprar mais; é só não colocar um cigarro na boca.”).
Se fosse simples, eu não estaria aqui escrevendo. Não haveria este espaço aberto pela Gláucia, como outros que também tentam auxiliar o fumante; não haveria Lei Antifumo, nem pessoas doentes em consequência do tabagismo.
Não é fácil abandonar o cigarro e todos nós sabemos disto. É possível que para algumas pessoas os sintomas sejam mais amenos. Mas qualquer pessoa viciada terá seus momentos de dificuldade.
As primeiras semanas são uma mistura de conquista com novidade, alternadas por desejo incontrolável e orgulho de si mesmo. Aparece, de vez em quando, a vontade de chorar, a angústia, uma falta não sei do que. De repente surge uma alegria infundada. A vontade de comer doce, às vezes, é intensa. E o que é pior, depois de comer o doce, acentua-se a vontade de fumar.
Não dormimos direito, acordamos durante a madrugada. Sonhamos que estamos fumando. No trabalho, então, que horror! Não conseguimos nos concentrar. Só pensamos no cigarro. Perdemos o fio da meada do que estávamos fazendo e temos que forçar a mente a raciocinar.
As refeições, noooosssa! Que delícia ficou aquela comidinha que antes parecia tão sem graça! O sabor faz a gente comer mais.
Aí vem o medo da balança. Que susto! Três semanas sem fumar e já engordei quase 1 quilo. Como será se ficar engordando 1 quilo por mês?
Calma! Não é possível fazer tudo de uma só vez: parar de fumar e parar de comer.
É preciso viver um dia de cada vez, sem pensar “como estarei daqui a 6 meses?” Cada problema em seu tempo.
Mas, infelizmente, alguns tropeçam durante a caminhada. Bate a tristeza de novo, aquela sensação de “será que vale a pena tanto sacrifício?”, “será que mereço judiar de mim desse jeito?” E vem a fraqueza. O pensamento fica conturbado, cheio de dúvidas e de por ques sem resposta. Ninguém responde. Apenas aquele diabinho assoprando na nossa consciência: “se eu fumar só um não quer dizer que voltei a fumar; é só um.”
E começa tudo de novo. Ao terminar de fumar aquele que se pretendia que fosse “só um” vem o arrependimento e o pensamento: “como sou fraco! era só ter controlado!”. Dali a uma hora, a vontade volta. Então vem mais um, depois outro. Agora chega! (é o que se pensa). Mas no dia seguinte todo o esforço já foi colocado por água abaixo mesmo. Compra-se um maço com o pensamento: “Vou comprar só este. É o último maço que compro na vida.” E ele é devorado em um ou dois dias.
E agora? “Como eu vou começar de novo? Revejo na memória aqueles dias que fiquei sem fumar e penso: Nossa! Como eu estava conseguindo? O que houve comigo agora? Vou ter que me submeter novamente a toda aquela dose de auto controle. Por que fiz isto comigo? Bom, se eu consegui uma vez, vou conseguir de novo. Mas vou ficar sempre tentando? Serei sempre aspirante a ex-fumante?”
Recair é fácil demais. Reerguer-se é mais trabalhoso. Porém, esse trabalho conta com mais maturidade. Aquele que fracassou sabe agora quais são as pedras nas quais não deveria ter pisado ao longo do caminho. E tem, naturalmente, que se esforçar novamente. Mas pode usar a sabedoria ganha no fracasso como arma para vencer na próxima tentativa.
Todos somos fracos e fortes. Todos temos momentos de desistência e de perseverança. Não importa quantas vezes fracassamos. Vamos tentar novamente, porém, sem esquecer: a vida não fica completa se for feita somente de tentativas. Uma hora ou outra é preciso definir e dizer e colocar em prática com toda a determinação: “EU VOU PARAR DE FUMAR”.
Escrevi este texto pensando nos meus amigos que recaíram, para que não percam a coragem. E, também, naqueles que estão começando agora para que saibam que seus sintomas (às vezes desesperadores) não são só seus. Todos passamos por eles. O importante é continuar, vencer hora por hora, dia por dia. Assim, os momentos adversos dessa empreitada logo farão parte do passado.
Recebam meu abraço e o desejo intenso de que sejamos todos “FELIZES EX-FUMANTES”.
***Solange Simão - é membro da comunidade “Eu vou parar de fumar”: http://www.euvouparardefumar.com/

Um comentário:

  1. É realmente difícil , eu parei de fumar os meus 10 cigarros desde o dia 20 de dezembro , como nao consigo ainda parar totalmente, fumo por dia 1 cigarro as 20 hs da noite. vou fazer assim até não sentir mais vontade de fumar este 1 cigarro .Para mim fica nais fácil parar devagar.Eu fumava 20 cigarros, em 2010, passei para 10 cigarros em 2011 e agora passei para 1 cigarro.
    Eu vou parar de fumar!
    Boa sorte!

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget

Mapa de Visitantes

free counters
Ocorreu um erro neste gadget
Loading...

Nosso Lar

Nosso  Lar
Ouça o ÁudioBook

Existe vida após a morte ?

Amazon MP3 Clips

Windows Live Messenger

Atalho do Facebook

Enquete:

Chat Ostras Azuis

Web_Cams_Travel

Ocorreu um erro neste gadget